Uma gota

Aromas, cantigas de roda
Sorrisos dispersos no meio
Claves de sois poentes
E luas cheias de tudo.

Chakras expostos na areia
E um coração de cigarra.
Uma gota de azul
Do azul desse céu

De incenso tão leve
De tão leve intenso
Quero provar ao fim do calor
E da luz deste dia

Para levar a um sonho.

Pedro Luiz Da Cas Viegas
Gravataí, 29/06/2012

Anúncios

3 Comentários

  1. Vera Lucia da Rosa
    Enviado 8 de agosto de 2012 em 1:44 pm | Link Permanente | Responder

    Lindo…Adorei…Muito meu estilo. Parabéns

  2. Enviado 3 de julho de 2012 em 8:21 am | Link Permanente | Responder

    Belo poema…musical e suave!

  3. reinodalira
    Enviado 1 de julho de 2012 em 7:37 pm | Link Permanente | Responder

    Divino!…E deveras intenso! Parabéns!!! Vejo que você deu uma “mudada” no visual, né…?! Ficou fantástico!…Tá com uma cara… diria… mais “etérea”, né…?! Muito bom, amigo Pedro! Gostei mesmo! Siga adiante com seu blog, querido! É esplêndido!

Escreva sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: